Minha lista de blogs

sábado, 16 de novembro de 2019

O VÍCIO dos Servidores Públicos: EMPRÉSTIMO CONSIGNADO





Olá pessoal!!!! Hoje vou adentrar uma área bastante rotineira dos servidores públicos: empréstimo consignado. Como todos que me acompanham sabem, mudei de departamento e agora estou vendo de perto a folha de pagamento de cada servidor. O que me assustou foi perceber que mais de 80% dos servidores tem empréstimos consignados.

Teve servidor que não tinha reserva de emergência, a esposa estava perto de dar a luz e o que ele fez para bancar hospital, parto e tudo mais?? Pegou 5k emprestados (96 x em 108 reais). O servidor deve tirar uns 3,5k líquido e possui mais de 4 empréstimos!!!

Há casos de servidores que ganham 15mil líquidos, porém vi caso de uns 5 servidores que tinham mais de 7 empréstimos consignados!!! Isso mesmo!!!! No final pegavam líquido 6 a 7mil. Sei que tem um limite de 35%, porém em muitos casos os bancos não respeitam este limite.

Um colega meu comissionado entrou no governo em 2010 ganhando uma quantia boa. Já entrou financiando carro de 60k na época e hoje está todo enrolado devendo mais de 15 mil em IPVA´S atrasados e multas. 

Com a reforma administrativa saindo do forno, a tendência é só apertar pro lado dos funças. Vejo isto dentro da repartição que trabalho. Muitos acreditando em previdência pública, não poupam e nem investem. 

Acredito plenamente que a classe que deveria mais se preocupar seria dos servidores públicos. Concursos em escassez, cursinhos preparatórios fechando as portas, quem que vai bancar os funças na 3º idade caso não haja reposição dos mesmos para bancar a piramide? Não consigo entender a tranquilidade deles acreditando na tal ESTABILIDADE. 



Vejam alguns casos na internet: 

"A agonia de não ter dinheiro no fim do mês é vivida por uma servidora de 37 anos. Ela vive um misto de desespero e vergonha devido a situação e, por isso, pediu para não ser identificada. Funcionária há 12 anos da Secretaria de Saúde, boa parte desse tempo com dois empregos, ela não sabe o que é contar com mais que R$ 2 mil do salário líquido de cada mês. Cerca de 30% vão para o pagamento dos empréstimos consignados, outra parcela para descontos feitos direto na conta e para sustentar as duas filhas – uma de dois anos e outra de 13 – ela só conta com o restante.
A servidora nem sabe dizer o número de empréstimos que já pegou, porque toda vez que tem oportunidade de receber crédito pega mais um pouco. Apenas no Banco de Brasília (BRB), onde recebe o salário, tem R$ 150 mil em dívidas. Ainda existem débitos em outros três bancos com dívidas de R$ 20 mil, de R$ 6 mil e de R$ 4 mil.
Tudo começou com o primeiro empréstimo, em 2012, quando ela começou a pegar dinheiro emprestado para resolver uma coisa ou outra. Depois, vieram gastos com os filhos, com a saúde e, por fim, tudo virou uma bola de neve. Ela chora ao pensar em tudo que deve, sem ter um horizonte de alívio. “Eu trabalho tanto, mas cheguei a um ponto em que o meu dinheiro não rende para nada. Não tenho mais saúde, nem dinheiro”, afirma a senhora que, apesar de tudo, acredita que vai mudar de vida."

"O funcionário da Secretaria da Fazenda do DF Ronildo Alves, 47 anos, é um exemplo típico do drama do endividamento. Ele recebe R$ 7,8 mil por mês, em valores brutos. Em 2014, depois de se atolar em contas de cartão de crédito e pagamentos de impostos, fez dois empréstimos no Banco de Brasília (BRB), no total de R$ 40 mil, na tentativa de pagar juros mais baixos e, assim, se livrar aos poucos dos débitos. “Não resolveu nada. Continuei no vermelho e em janeiro passado renegociei um dos empréstimos. Agora R$ 3,8 mil saem direto do meu salário para o banco: R$ 1,8 mil são descontados no meu contracheque e o restante, da conta-corrente”, disse.

Alves conta que, para prevenir novos descontroles, eliminou dois cartões de crédito. Mantém só um, com limite baixo. “O máximo de gastos é de R$ 700, para não eu não me endividar muito”, revelou. A saga de Ronildo não acabou aí. O carro quebrou no mês passado e ele pediu ao banco para antecipar as férias e o 13º salário. “Fiz um financiamento de R$ 35 mil para comprar um carro 2010 que, no fim, sairá por R$ 57 mil. Mas automóvel em Brasília é necessidade, não é luxo, com o transporte público que nós temos”, justificou."
"O servidor Nelson Vilasboas, de 41, tem renda de R$ 10,5 mil e pagará R$ 4,4 mil em 45 prestações, por dois empréstimos. “Isso aconteceu por falta de controle no cartão de crédito, além de problemas de saúde na família. Sem contar o aumento de preços em todos os produtos, muito além do que aparece nos índices oficiais de inflação”, explicou.

Descontrole no cartão de crédito também foi o motivo que levou Orlando Silva, 41 anos, salário de R$ 3 mil, a recorrer ao consignado em 2012. “Eu tinha uma dívida de R$ 3 mil no cartão que rapidamente se transformou em R$ 6,5 mil. Tomei emprestados R$ 10 mil e em 2014 refinanciei, porque não estava dando conta de pagar”, lamentou."
Imagino daqui uns 5 a 10 anos como estará a situação de grande parte dos funcionários públicos do Brasil, principalmente aqueles que  acreditam na estabilidade e com isso não se importam em poupar, investir e construir um portfólio sem depender de governo. E aqueles que não buscam novas habilidades e fontes de renda extra? Será que não perceberam as reformas que estarão por vir? Alíquotas previdenciárias chegando a mais de 20% descontando do vencimento. Não quero pagar para ver. Abraço do Gari.


segunda-feira, 4 de novembro de 2019

Atualização Patrimonial -Outubro 2019 - R$ 102.089,76





Vamos a mais um fechamento!!!! Mas antes já quero comemorar ter passado dos 100k!!! Ahhhh como foi difícil chegar nesta marca. Desde Julho/2015 comecei a aportar para valer. Foram 4 anos suados para chegar nesta marca. Deu desânimo em certos momentos para a liberdade sempre fala mais alto. Jamais quero ser escravo do sistema. 


 O Gari pretende comemorar com os pais- (tomar uns chops no outback por minha conta) e depois comemorar com minha predileta.


                                             (Patrimônio) - Gari lutando desde a metade de 2015. 


TRABALHO: 


Como sabem, mudei de departamento há mais ou menos 2 meses. O ambiente nem se compara com o anterior. Consigo fazer minhas coisas e ainda faço tudo que meu chefe pede. A gratificação agradece. 

Ainda sobre o trabalho, vi algo que me assustou bastante!! O tanto que funça adora empréstimo consignado!! Tem funça lá que tem mais de 8 empréstimos de diversos bancos. Depois dos descontos, vira até uma piada o líquido deles. Farei um post separado a respeito disso. 

Outro fato que ocorreu. Foi realocada uma servidora de um departamento para o meu. Começamos a conversar sobre a vida, finanças e tudo mais. Passei para ela ler 2 livros do Clube dos Poupadores:  APOSENTADORIA EM PERIGO e INDEPENDÊNCIA FINANCEIRA. Ela tinha começado a ler o APOSENTADORIA EM PERIGO...meus amigos....adivinha o que a moça falou?

-Gari, este livro é bem neoliberal...Não acredito nessas coisas.. Voce é muito pessimista!! Acredito plenamente que o governo vai me dar minha aposentadoria daqui 30 anos (mal ela sabe que seria daqui 50 anos e olhe lá se o sistema não explodir). Falei para ela: "isso mesmo..é muito neoliberal o livro..." e mudei de assunto... Dei a dica para abrir a mente, não quis, deixa pra lá. O futuro vai responder tudo que ela precisa.



SOCIAL: 

Meus pais viajaram no mês de Outubro. Ficaram uns 13 dias fora. Fiquei sozinho e o que virou o apê? Putaria total!! Como estou solteiro, vieram umas 5 amiguinhas do Gari para tomar uma cervejinha e conhecer a fundo o apê.  Além disso, dei uma saída com amigo para tentar fechar um contrato de prestação de serviço (cobrar judicialmente e extrajudicialmente de pais inadimplentes) com um colégio particular. Ainda não sei se vamos fechar, mas fizemos o que deveria ter sido feito. Aguardar para ver se teremos resultado positivo.


FECHAMENTO:



Aporte: R$ 4.500,00





 Meu aporte só foi maior por causa de uns Honorários que recebi. Sem eles e com a gratificação, a media será de 2,5 a 3k mensal.

Basicamente 3k mandei para comprar FII e 1,5k para TD Selic (esperar algumas oportunidades). O que tem me chateado é que não irei bater a meta mensal de R$ 500,00. Ainda estou bem concentrado em MFII11 (19%) e o rendimento dele caiu bem ao longo dos meses. Já tem mais de 1 ano que nao compro cotas dele e assim continuará até se equilibrar com os outros fundos.


RENDA PASSIVA FII: R$ 460,00 (novamente...triste)
TOTAL ACUMULADO ESTE ANO: R$ 4.861,45

Bom é isso aí!!! Abraço do Gari!!!!


quinta-feira, 3 de outubro de 2019

Atualização Patrimonial -Setembro 2019 - R$ 96.791,35



Vamos a mais um fechamento!!!!



TRABALHO:   

Mudei de departamento como disse no último fechamento. Bemm mais tranquilo, alem do que o pessoa é mais de boa. E pagando mais né que mal tem? Estou recebendo uma gratificação e com isso meu chefe tem solicitado constantemente. Só não sei até quando ficarei com a gratificação. Tenho que aproveitar ao máximo!!!!Mesmo tendo um pouco de correria no trabalho, consigo fazer minhas coisas por fora assim que termino tudo que preciso fazer no serviço.


SOCIAL:  Saí algumas vezes. Tenho sempre buscado o equilíbrio entre aportar e sair. Praticamente toda sexta feira pós trabalho tenho comprado algumas brejas para tomar com meu velho em casa. Além disso, assamos um carne e trocamos ideia sobre a vida. Melhor coisa que tem. Valorizo muito meu pai!!


FECHAMENTO:



Aporte: R$ 3.000,00
Salário Líquido: R$ 5.000,00 (tirando vale alimentação, plano de saúde mais pagando minhas contas e aportando 3k sobram 900 reais para viver o mês.




                                Aportei basicamente 1500 em TD Selic (aproveitar novas oportunidades futuras na renda variável) e 1500 nos FII. Com a gratificação acabei perdendo o vale alimentação de R$ 500,00. Mesmo ficando maior, ainda separo 550 reais e deixo em casa para as compras mensais no supermercado. Perceberam que o rendimento foi bastante porco. A queda das minhas altcoins e tambem do btc provocou tudo isso. 

           
RENDA PASSIVA FII: R$ 460,00
TOTAL ACUMULADO ESTE ANO: R$ 4.402,00

                                 Não sai do lugar praticamente a renda passiva. Não vou alcançar os 500 reais mensais este ano. Bem frustrante isso. Agora alcançar os 100k devo conseguir.

Abraço do Gari.




domingo, 8 de setembro de 2019

A VIDA COMO ELA É: FRANCISCO, O SERVIDOR PÚBLICO DEPRESSIVO

Aeeeeeee pessoal!!!!! Vamos a mais um capítulo de  A VIDA COMO ELA É.

Hoje vou contar a história do Francisco. Ele é um servidor público com uns 62 anos de idade. Deve exercer a função há mais de 40 anos. Trabalha 6h por dia.






Como todos sabem, mudei de departamento. Vou receber uma gratificação. A primeira pessoa que veio me procurar..Quem? Francisco. Antes de me mudar de setor, ele já tinha ido ao jurídico pedir opinião a respeito de reajuste salarial, adesão a um plano de cargo de salário. Pois bem, semana passada ele veio chorando. Isso mesmo!!! O cara foi chorando ao meu novo departamento.

- Gari, você poderia olhar um processo administrativo que entrei? 





Ele me passou o número e acabei lendo o pedido. Detalhe: ele fez um despacho querendo direcionar ao presidente do órgão que trabalho. O assunto? Ele esta chorando, pedindo um reajuste salarial ao presidente!!! Virou motivo de chacota na repartição pública.  Para mim, o cara está delirando. Reajuste só se pede na iniciativa privada. Serviço público é de acordo com classes, progressões e promoções.

Ele alega que não tem reajuste há mais de 12 anos e que está passando aperto com esposa, 2 filhos e um neto. Na verdade o cargo anterior dele antes de aderir ao novo plano cargo de salário foi extinto. Nem inflação era reposto. Fui ver o cargo anterior. Vejam só como era:


Cargo Antigo: Programador III nível médio-  Vencimento : R$ 4.250
                                                    Anuênio:        R$ 1.600
                                                    Decisão Judicial: R$ 1.150 ( este se refere às ações que ele entrou contra o Estado e ganhou ao longo do tempo).
                                                    Total bruto:     R$ 7.000,00 

Líquido deve tirar uns R$ 5.500,00


Pois bem, só que ele aderiu ao plano de cargo e salário do orgão em que trabalho. 


Olha como ficou a situação dele:

Seu cargo se transformou em Assistente Administrativo:

 Vencimento: R$ 2.900,00
 Anuênio:       R$ 1.600,00
Excesso de Vencimento: R$ 2.500,00
Total Bruto: R$ 7.000,00

Líquido: R$ 5.500,00

Ao aderir, automaticamente o seu vencimento se comparou ao pessoal do orgao de nível médio. Agora a parte pior: O excesso de vencimento significa que ele tem 2500 reais a mais do que o pessoa do novo cargo dele. Significa dizer que enquanto os outros terão reajuste, ele não terá enquanto não se igualar com os outros. Ou seja, se tiver um reajuste de 10%, sairia os R$ 250 reais do excesso de vencimento e entraria no vencimento. Ele continuaria nos 7k até zerar os 2500 reais de excesso!!!! Depois que reajustar e abater os 2500 reais e igualando dos outros, ele começaria a ter reajuste. 

Concluindo: daqui uns 15 anos quem sabe não chega a 7k o vencimento do pessoal que ganha R$ 2.900,00. Neste tempo todo ele não terá nenhum reajuste enquanto não se igualar!!!!!

Fiquei pensando sobre isso e lembrei deste tópico do blog CLUBE DOS POUPADORES:

https://www.clubedospoupadores.com/trabalho/aumento-salario.html                                    SALÁRIO OU DIVIDENDOS?


Imagine se ele tivesse educação financeira e poupasse de 10 a 20% do seu salário ao longo dos 40 anos comprando renda fixa e ações? Será que ele ficaria agoniado e preocupado com a questão de reajuste salarial? Fazendo cálculo amador, ele teria no mínimo 2kk de patrimônio. Poderia receber media mensal de R$ 15k de rendimentos/dividendos e olhe lá mais o salário dele de 5.5k líquido. Jamais dependeria de governo algum. A tendência é só piorar.


Ainda nem conversei com ele, porém já sei que o cara chora pelos cantos em desespero. Nem sei o que falar, pois não tem saída. Se eu tivesse no lugar dele, arrumaria outra coisa para fazer no meio período e o restante ficaria no cargo até se aposentar. 

E vocês? O que fariam no lugar dele?


Mais uma história de: A VIDA COMO ELA É.


Abraço do Gari.







domingo, 1 de setembro de 2019

Atualização Patrimonial -Agosto 2019 - R$ 93.585,00


Vamos a mais um fechamento!!!!


TRABALHO:   Teve uma reviravolta. no último post lembram que coloquei a entrada de uma nova chefe Procuradora do Estado. Pois entao...tudo estava do mesmo jeito quando um gerente do RH me ofereceu uma gratificação para trabalhar com ele. Fiquei pensativo e fui falar com a minha chefe. 

No início ela não quis me liberar, porém após 2 conversas ela acabou me liberando para ir ao RH.  Resultado: acabei indo trabalhar em outro departamento porém com uma gratificação. Agradeci a Procuradora (ela não fez nada...mas fui lá fazer graça pra ela e deixar a porta aberta caso um dia eu volte ao jurídico).Vou aproveitar ao máximo e aportar 95% dessa gratificação ao longo do tempo. Nunca se sabe quando irei perdê-la.


SOCIAL:  Saí umas 5x no mês de Agosto. Recebi uns honorários, paguei todo meu IPVA e ainda sim pude me divertir bastante. 


FECHAMENTO:



Aporte: R$ 1.500,00



Estou bastante concentrado no fundo ABCP11 e voces viram o ROLO que deu com este fundo. Perdi uns 5k na brincadeira, porém não vendi nenhuma cota. No último dia de fechamento ele deu uma upada por causa do deferimento de seu recurso contra a CVM. Até aonde vamos ir com esta novela?




RENDA PASSIVA FII: R$ 458,90

Consegui ultrapassar  o total de renda passiva comparado com ano passado. Ainda temos alguns meses e acredito que alcançarei os R$ 5.000,00 reais anuais.

No mais é isto. Abraço do Gari.



domingo, 4 de agosto de 2019

Atualização Patrimonial -Julho 2019 - R$ 94.126,12




Vamos a mais um fechamento!!!!


TRABALHO:   Está cada dia pior. Entrou minha nova chefe (Procuradora do Estado). Tem 1 mes que ela está lá e só me cumprimentou uma vez.  Fica isolada na sala dela com as luzes apagadas e delegando as bombas pros advogados. Se for para conversar com algum servidor, ela manda whats app para uma advogada e após a advogada repassa o recado. Que tipo de chefe é esse? Ganhando 30k assim é moleza. O presidente da repartição é outro maluco. Não libera o salário do pessoal da segurança há 3 meses e ainda acha isto normal. O velho tem 80 anos, milionário, tem empresa com mais de 8000 empregados pelo Brasil e ainda sim fica atentando por lá.


SOCIAL:  Saí umas 4x no mês de Julho. Não estou podendo gastar muito ultimamente.


FECHAMENTO:


Aporte: R$ 1.100,00




Aporte pouco assim como a rentabilidade. Estou bastante concentrado no fundo ABCP11 e com isso ele deu uma grande queda de 108 reais para 100 reais.  Além disso, preciso pagar a 2ª parcela do IPVA do meu carro. Governo agradece.  Será que alcançarei os 100k este ano? Não é possível.


RENDA PASSIVA FII: R$ 450,66

Alcancei 45% do valor do salário mínimo. Não tem sido fácil, mas estou na luta..


No mais é isto. Quase não tenho postado por causa da correria.  Estou com 3 projetos em mãos. Um já começou a funcionar e é de longo prazo. Ainda faltam mais 2. Abraço do Gari