Minha lista de blogs

domingo, 8 de setembro de 2019

A VIDA COMO ELA É: FRANCISCO, O SERVIDOR PÚBLICO DEPRESSIVO

Aeeeeeee pessoal!!!!! Vamos a mais um capítulo de  A VIDA COMO ELA É.

Hoje vou contar a história do Francisco. Ele é um servidor público com uns 62 anos de idade. Deve exercer a função há mais de 40 anos. Trabalha 6h por dia.






Como todos sabem, mudei de departamento. Vou receber uma gratificação. A primeira pessoa que veio me procurar..Quem? Francisco. Antes de me mudar de setor, ele já tinha ido ao jurídico pedir opinião a respeito de reajuste salarial, adesão a um plano de cargo de salário. Pois bem, semana passada ele veio chorando. Isso mesmo!!! O cara foi chorando ao meu novo departamento.

- Gari, você poderia olhar um processo administrativo que entrei? 





Ele me passou o número e acabei lendo o pedido. Detalhe: ele fez um despacho querendo direcionar ao presidente do órgão que trabalho. O assunto? Ele esta chorando, pedindo um reajuste salarial ao presidente!!! Virou motivo de chacota na repartição pública.  Para mim, o cara está delirando. Reajuste só se pede na iniciativa privada. Serviço público é de acordo com classes, progressões e promoções.

Ele alega que não tem reajuste há mais de 12 anos e que está passando aperto com esposa, 2 filhos e um neto. Na verdade o cargo anterior dele antes de aderir ao novo plano cargo de salário foi extinto. Nem inflação era reposto. Fui ver o cargo anterior. Vejam só como era:


Cargo Antigo: Programador III nível médio-  Vencimento : R$ 4.250
                                                    Anuênio:        R$ 1.600
                                                    Decisão Judicial: R$ 1.150 ( este se refere às ações que ele entrou contra o Estado e ganhou ao longo do tempo).
                                                    Total bruto:     R$ 7.000,00 

Líquido deve tirar uns R$ 5.500,00


Pois bem, só que ele aderiu ao plano de cargo e salário do orgão em que trabalho. 


Olha como ficou a situação dele:

Seu cargo se transformou em Assistente Administrativo:

 Vencimento: R$ 2.900,00
 Anuênio:       R$ 1.600,00
Excesso de Vencimento: R$ 2.500,00
Total Bruto: R$ 7.000,00

Líquido: R$ 5.500,00

Ao aderir, automaticamente o seu vencimento se comparou ao pessoal do orgao de nível médio. Agora a parte pior: O excesso de vencimento significa que ele tem 2500 reais a mais do que o pessoa do novo cargo dele. Significa dizer que enquanto os outros terão reajuste, ele não terá enquanto não se igualar com os outros. Ou seja, se tiver um reajuste de 10%, sairia os R$ 250 reais do excesso de vencimento e entraria no vencimento. Ele continuaria nos 7k até zerar os 2500 reais de excesso!!!! Depois que reajustar e abater os 2500 reais e igualando dos outros, ele começaria a ter reajuste. 

Concluindo: daqui uns 15 anos quem sabe não chega a 7k o vencimento do pessoal que ganha R$ 2.900,00. Neste tempo todo ele não terá nenhum reajuste enquanto não se igualar!!!!!

Fiquei pensando sobre isso e lembrei deste tópico do blog CLUBE DOS POUPADORES:

https://www.clubedospoupadores.com/trabalho/aumento-salario.html                                    SALÁRIO OU DIVIDENDOS?


Imagine se ele tivesse educação financeira e poupasse de 10 a 20% do seu salário ao longo dos 40 anos comprando renda fixa e ações? Será que ele ficaria agoniado e preocupado com a questão de reajuste salarial? Fazendo cálculo amador, ele teria no mínimo 2kk de patrimônio. Poderia receber media mensal de R$ 15k de rendimentos/dividendos e olhe lá mais o salário dele de 5.5k líquido. Jamais dependeria de governo algum. A tendência é só piorar.


Ainda nem conversei com ele, porém já sei que o cara chora pelos cantos em desespero. Nem sei o que falar, pois não tem saída. Se eu tivesse no lugar dele, arrumaria outra coisa para fazer no meio período e o restante ficaria no cargo até se aposentar. 

E vocês? O que fariam no lugar dele?


Mais uma história de: A VIDA COMO ELA É.


Abraço do Gari.







49 comentários:

  1. o cara está passando "aperto" e quem tem que resolver o problema é o Estado?
    ÇEI!
    Sou servidor também, mas nunca pedi aumento salarial. Nunca fiz greve. Tenho horror a reclamação de classe etc.
    Enfim, cada um sabe onde o calo aperta, mas não dependo 100% do Estado.

    ResponderExcluir
  2. Burro tem mais que se fuder.
    Será que ele fez concurso mesmo ou entrou por aquela leva que chamava qualquer um na rua e fazia um provinha de merda só para oficializar o cargo?

    Abraços!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Ele entrou na decada de 70. Na época nem era concurso.. Era contratação mesmo.

      Excluir
  3. Complicado. Com 40 anos de serviço o negócio é aposentar e tentar uma renda por fora.

    ResponderExcluir
  4. Muitos devem está passando por isso! Não só no serviço público. Daí a importância do estudo da educação financeira para ter essas mudanças de mindsets.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Tem muitos que vejo nesta situação. Acreditaram que o Estado seria babá por toda a vida. Agora está vendo o resultado disso.

      Excluir
  5. Cara tambem sou FP e realmente a situaçao dele e complicada. Tem muitos velhoes no orgão que trabalho que não se aposentaram ainda(ja podem aposentar a 5 anos em alguns casos) por causa do abono salarial e do vale alimentação, sei que ficam so enrolando aqui no serviço e não fazem quase nada, quanto a realidde se são quebrados ou não isso não sei. Provavelmente ele vai ser um desses velhões que não vai se aposentar na epoca por causa de uma micharia ou algo assim. Se eu fosse voce ficaria calado, pode ser pior falar algo

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Esqueci de dizer...ele já é aposentado e ganha uns 2200 da aposentadoria. Se ele cair fora do serviço público perde os 5500 líquido e ficaria so com 2200.

      Excluir
    2. É um rolo que só esse pessoal que entrou antes de 1988.

      Excluir
    3. Antigamente tinha essas enroladas mesmo. O cara vai trabalhar até morrer então, ou então vai passar fome porque está muito velho pra mudar seu padrão de vida. Triste fim.

      Excluir
  6. Sempre é complicado lidar com escolhas feitas no passado - ainda mais se foram aparentemente incorretas! Mas na época ele deve ter visto alguma vantagem que acabou não se realizando.

    K.T
    thekronostrader.blogspot.com

    ResponderExcluir
  7. Jamais dependa do governo. Essa foi uma das lições mais importantes que aprendi com o Leandro também, ele tem uma série de posts sobre previdência que gostei muito e compartilhei com familiares, mas quase ninguém tirou tempo pra ler. Daqui a uns anos, quem sabe, eles se arrependam por não ter dado atenção a isso, quem sabe?

    Abraço.

    https://jhonnypauper.blogspot.com

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. O site do Leandro tem muitas coisas boas. Uma pena que muitos não aprendam a buscarem um futuro melhor.

      Excluir
  8. Como li no comentário do Lawyer Investidor, o que realmente assusta em tudo isso é:
    62 anos e ainda trabalhando, cadê outras fontes de renda desse nobre ser?
    Parar e ficar só com 2,2k vai deixar a pessoa depressiva, doente...lamentável.
    Abraço

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Sem outras fontes de renda. Se ele parar de trabalhar vai pegar este valor. Lamentável

      Excluir
  9. vai ter que arranjar um bico, tipo vender avon

    abs!

    ResponderExcluir
  10. Se não fosse praticamente um idoso eu ficaria feliz em ver o funça se fuder.
    Acredito que ele não gostará de ouvir mas se fosse na iniciativa privada ele estaria na rua um vez que pessoas do mesmo nível ganham 2900. Segundo conselho que acho que ele não gostará de ouvir é educação financeira mudança de hábitos e cortes de gastos , com certeza o tiozão deve bancar faculdade de filhos carros e gastos de casa sozinha , tem botar a cambada pra trabalhar .

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Tem muita gente iludida com serviço público. A tal "estabilidade" que acreditam. Vejo muitos ganhando 20k fazendo porra nenhuma e ainda acham que vao ficar nessa moleza até se aposentar. Uma servidora aposentou esta semana. Estava com 60 anos de idade e vai ganhar 2k na aposentadoria. Se ela n tiver outras fontes de renda quero ver se vai aguentar viver somente com isso.

      Excluir
    2. FP somos a raça mais ferrada, pq o estado sempre vai querer por no nosso rabo. Ou diversificamos as receitas ou creu

      Excluir
    3. Isso mesmo!!!! a situacao do FP é a pior de todas. quem estiver acomodado com isso se prepare!!!

      Excluir
  11. Ele está bem e não sabe eu ganho 1200 trabalhando em mercado com filha pequena e única coisa que eu sei é que tem uma quantidade boa com faculdade trabalhando junto comigo eu com alguns cursos que támbem deu em nada morando no Rio cheio de medo de assalto esem perspectiva para melhora já que aque no Rio está falido cheio de buraco na rua e estado gigante para bancar eu não sei como é aí onde vcs mora mais pelo menos aq no Rio 3 mil já é salário ótimo

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Pois é...ele ganha bem e não se atenta a isso. Na verdade se acomodou com o valor que recebe, aumentou o poder de compra e está desse jeito. Não soube investir e agora está numa roda sem fim.

      Rio de Janeiro achei mais caro do que Brasília. Custo de vida muito elevado. Caramba... 1200 no RJ como que voce faz?

      Excluir
  12. Aconteceu algo parecido no meu trabalho. Há mais ou menos 10 anos o governo criou um novo plano de cargos e salários e para os empregados que migrassem do plano antigo para o novo iriam receber um "prêmio" em dinheiro. Esse prêmio serviu de isca, pois a maioria foi míope e só pensou no tal prêmio e não fizeram as contas para saber se valia a pena ou não mudar de plano. Resultado: quem é nível médio e optou pela migração de plano não consegue mais progredir na carreira (já atingiu o teto), enquanto quem ficou no plano antigo continua progredindo e recebendo atualmente salário de nível superior.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. "Nada que te oferecem e bom pra vc" true da true

      Excluir
    2. Garota de Investimento....que latada hein. Pessoal não lê ou estuda quais efeitos teriam com a mudança. 95% da svezes é pra pior.

      Excluir
  13. O caso relatado acmima não chega a ser algo raro no Brasil. Sei que por ganhar um bom salário e trabalhar no local a muito tempo em tese era para esse senhor estar numa situação muito melhor.
    Sim ele deve ter cometido erros pelo caminho. Quem ganha bem no Brasil e especialmente quem ganha bem desde de jovem deve ter a consciencia que tem uma grande oportunidade de resolver a vida financeira até 40 e poucos anos de idade o que é uma conquista considerável.

    Mas analisando pelo lado do brasileiro médio assalariado e pelos funcionários públicos que ganham até 3k, 3k e pouco, posso dizer tranquilamente que se a pessoa bobear se fode mesmo a real é essa.
    Nossa realidade é a seguinte: Até 23, 24, 25 anos de idade a pessoa é considerada jovem, está iniciando uma carreira, tem pouco ou nenhuma experiência, são recém formados etc.
    10 anos depois e vejam "apenas" 10 anos depois, já é ligado o sinal amarelo, aos 33, 34, 35 anos a pessoa já não e vista como jovem e em muitos casos se já não atingiu um patamar ao menos razoável de patrimônio, status, carreira ou mesmo pessoal (ter casado e ter filhos) essa pessoa seja homem um mulher já começa a ser visto de certa forma como fracassado, acomodado ou alguém que está caminhando para ser um fracassado ou medíocre na vida.
    São apenas 10 anos senhores, no máximo um pouco mais o período que temos para alcançar o sucesso dentro de uma idade "ideal", a partir disso temos a sensação de estar apenas correndo atrás do prejuízo. E quem está na iniciativa privada e perder o emprego depois de 35, 40 anos dependendo da carreira e formação ainda corre sério risoc de passar um bom tempo desempregado ou ter que aceitar ganhar bem menos.

    Já até sugeri uma vez no Blog do Concursado Investidor que abordasse o tema do pessoal que tem até 30 anos e está buscando seu espaço e afirmação no mundo profissional, fica a sugestão também pra você Gari, seria legal discutir isso em blogs com muitos acessos, é um tema fundamental que vale a reflexão.
    Muitos criticaram o homem do post mais acima, mas tenho certeza que dentre aqueles que criticaram, muitos podem estar chorando daqui 5, 10 anos se não ficarem espertos, já que seus objetivos podem não sair da maneira que imaginavam.

    É isso, mais humildade aí pessoal, não sabemos como será nosso futuro (não sou idoso, tenho 35 anos e estou buscando fazer um pé de meia, mas sei das dificuldades pra isso.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Eu me pego cobrando todos os dias nisso. Parece que cada dia que passa tudo fica mais difícil, complicado. O mundo tem mudado muito rápido com as novas tecnologias. Quem não se recicla fica para trás e o mercado não perdoa.

      Vejo no serviço público o tanto de senhores com mais de 60 anos que não sabem mexer com computador. O que segura eles é a tal da estabilidade. Eu sempre tenho buscado fazer cursos online, novas habilidades e tudo mais. Não acredito em estabilidade. Tento aportar o máximo que posso, pois vejo que a tendencia é só piorar.

      Perder emprego perto dos 40 anos deve ser catastrófico. Ainda mais quem nao tiver uma reserva de emergência. Vejo por base meu pai. Teve uma empresa por mais de 20 anos, quebrou e agora está esperando aposentar. Não tem renda. Tem quase 65 anos e dificilmente seria colocado no mercado de trabalho novamente.

      Excluir
    2. Pois é Gari. No Brasil não temos margem de erro (seu pai é um exemplo), aqui a maioria da população vive no limite e na realidade nós sabemos disso.
      Mesmo parte das pessoas que aparentam ser bem sucedidas vivem nesse limite. Veja o trabalho que dá pra juntar 100, 150k.
      Aqui na blogsfera tem vários blogueiros que aportam bastante e mesmo assim com mais de 30 anos tem 300, 350k. Claro que isso no Brasil já é uma excessão, sei disso, mas 300K é suficiente para comprar um imóvel de razoável a mediano na maior parte do país. Nada mais que isso.
      E como eu disse são blogueiros que aparentemente tem renda mensal acima de 5k. O que já vai virando ponto fora da curva.

      Eu sou funcionário público também, atualmente ganho 3k, padrão parecido com que você estava até agora. Como moro em cidade pequena cheguei praticamente ao máximo de onde poderia e ainda estou em situação melhor que muita gente por aqui, que aos 25, 28 anos ou mais vai buscando emprego de 1k e poucos, mesmo tendo curso superior.
      Mesmo aportando forte dentro do que posso ainda não tenho o que gostaria, queria ter um imóvel próprio ao menos razoável e um carro "bom". Tem um patrimônio financeiro razoável, mas ainda não me permite ter isso sem um certo endividamento (caso de um imóvel), mas pela minha idade estou no limite pra resolver essa situação, juntei o que pude enquanto pude, mas quero resolver algo ainda em 2019.
      É foda cara, esssa nossa "jornada" parece que não vai ter fim, não quero passar dos 40 anos sem ter essas boas conquistas materiais, pois além de tudo sem essas conquistas somos "invisíveis" para maior parte das pessoas.

      Excluir
    3. Estou na mesma situação que voce. Terei uma gratificação, mas até quando??? Advogo por fora, mas depender só de honorários demora um bom tempo se n tiver uma grande clientela.

      Voce tem conseguido aportar todo mes quantos %? É casado, se for a esposa ajuda na jornada??

      Vejo pessoas ganhando 1k tendo 2 filhos, marido ganhando a mesma coisa. Como que conseguem sobreviver? E algumas bastante acomodadas. Parece que aceitaram este destino e vivem a vida assim mesmo.

      Excluir
    4. Não sou casado. No momento moro com meus pais e pra ser honesto estou com vergonha disso, estou pesquisando para financiar um imóvel, não estou certo se compro um terreno e construo ou financio um imóvel pronto.
      Tenho o dinheiro para comprar até mesmo o imóvel pronto, mas ficaria com uma quantia pequena. Financiando poderia continuar investindo meu dinheiro em RV e com um pouco de sorte e ajuda do mercado fianceiro pagar o finaciamento com tranquilidade.
      No momento acho que aluguel pra mim aqui na minha cidade não compensa, é melhor pagar financiamento e ter uma casa "própria".
      Alugaria se fosse morar em outra cidade, mas aí teria que trocar de emprego.
      Não estou financeiramente fodido, mas não tenho a vida que gostaria (ainda), mas esse gargalo do imóvel quero resolver esse ano. Outro problema é o fato de morar em cidade pequena, isso dinminui custos, mas me limita profissionalmente.
      Até para pensar em casar não posso continuar passando uma imagem de fodido financeiramente, então ter casa própria se torna importante até pra isso. Hoje aporto bem, mas isso vai durar pouco, preciso de outra fonte de renda urgente, penso em empreender e também venho pesquisando sobre isso, esse é outro gargalo que tenho que resolver urgente.

      Sinceramente não sei como o Brasil ainda não entrou num colapso social. A renda da maior parte das pessoas frente aos custos de vida é em muitos casos irrisória, mas é a nossa realidade e não há muito o que fazer.
      Mas essas pessoas como você disse tem apenas o básico e são muito vulneráveis financeiramente já que em regra não tem e praticamente nem podem ter reservas financeiras consideráveis. Depende exclusivamente em sua maioria dos serviços públicos e do INSS.

      Minha meta é resolver minhas questões o mais rápido possível e quem sabe alcançar uma semi IF até os 40.

      Excluir
    5. Eu tb ainda moro com meus pais. Meus irmaos ja casaram e foram morar fora. Um ganha super bem e o outro mora com a esposa fora do país. Em casa somente eu e mae que bancamos já que meu pai quebrou o comercio após 20 anos e está aguardando completar 65 anos para pegar aposentadoria.

      Eu sinto falta de achar uma mulher parceira, companheira que queira crescer junto, que seja economica e tudo mais. Muito difícil achar. O que tenho feito?? Enquanto moro com pais, ajudo com 50% das despesas e tento tb aportar ao máximo. Levo comida ao serviço, vou de onibus e evito gastar com bobagens.

      Excluir
    6. Está certo em ajudar e aportar o que pode. É o que podemos fazer.
      Não gosto de julgar a vida dos outros, até porque não gosto de ser julgado, mas depois de uma certa idade morar com os pais prejudica até a nossa imagem como homem, não falo isso pra criticar ou botar alguém pra baixo, mas minha opinião é essa. Por isso quero sair daqui logo, embora tenha boa relação com meus pais.
      Talvez você sinta alguma comparação com seus irmãos, isso pode ser bem desagradável.
      Também ainda tenho esperança de encontrar uma mulher com essas caracterísiticas e que principalmente seja uma pesso decente e de bem, relacionamentos hoje estão cheios de traições e competições entre o casal.
      Pessoas casam por vários motivos, mas acho que afinidade e vontade de somar na vida do outro(a) não estão sendo as prioridades, não é atoa o número de separações e casamentos de fachada.
      Mas o fato de passar uma imagem de alguém dependente ou imaturo pode atrapalhar até isso.
      Enfim, desculpe aí por escrever tanto nos comentário e tomara que dias melhores venham e que consigamos nossos objetivos. Se Deus quiser.

      Excluir
    7. Fala Gari, longe de ser hater ou colocar qualquer merda aqui, so queria te levar a reflexão sobre sua procura por uma mulher. Sera que voce e isso que busca nela? Sera que você anda procurando num lugar que esse tipo de mulher que voce quer vai? Sei la não faz sentido querer uma roqueira e ir num show de funk(foi so uma analogia, mas serve pra muitas coisas, você não vai encontrar um engenheiro atendendo numa clínica nem um medico tocando uma obra num predio

      Excluir
    8. Costumo ir em muitos locais diferentes. Meu último namoro conheci a ex num pub, porém percebi que ela era muito baladeira e sem perspectiva de futuro. Fiz ate um post sobre este meu namoro. Depois desse namoro nem coloco mais expectativa. Se aparecer alguem bacana namoro...senao...fico de boa solteiro ficando sem compromisso.

      Excluir
  14. Essa é a realidade de milhões de pessoas no nosso país é um caso muito grave e muito sério, muita gente passando diversas dificuldade até de fome mesmo. Triste o que a falta de educação financeira faz com as pessoas.

    Parabéns pelo conteúdo, já estou acompanhando.

    ResponderExcluir
  15. pra vc
    presente:
    http://www.eduardorgoncalves.com.br/2019/09/livro-gratuito-manual-do-concurseiro.html

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Valeus!!! Vou até baixar o livro e acompanhar o blog. Abraço

      Excluir
  16. Conheço um servidor público que tinha uma vida excelente. O cara era bem conhecido na cidade, tinha uma vida boa financeiramente falando, era casado e tinha uma filha.

    O problema foi que o órgão foi extinto (municipal) e ele foi dispensado por um sistema de demissão voluntária, eu não entendo muito desses sistemas públicos, foi o que as pessoas falaram. O problema é que ele não tinha reserva pois achava que nada podia acontecer, além disso ele arranjou uma amante nesse meio tempo e engravidou ela.

    Ele estava dependendo da mulher, que expulsou ele de casa e depois teve que trabalhar fazendo bicos para sustentar as duas filhas. Acabou indo morar junto com a ex-amante, e conseguiu um emprego como contratado com um salário muito menor que o que ele tinha.

    Ele não é mais novo (40 - 50 anos), está estudando para outros concursos mas por causa do tempo tem muitas dificuldades - na época dele as provas eram bem mais fáceis e menos concorridas. Ele conta a situação dele com lágrima nos olhos, até anti-depressivos toma porque é uma situaçâo que há 10 anos ele jamais imaginava.

    Enfim, um resultado de irracionalidade, ausência de planejamento financeiro e um descontrole sobre a cabeça de baixo prejudicial a qualquer homem.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. De 2004 para cá, a dificuldade de entrar num concurso aumentou consideravelmente. Muitos não ligam em poupar e investir. Acho a classe dos funcionários públicos mais perigosa até mesmo quem está na iniciativa privada.

      Primeiro que muitos acomodam. Segundo que a maioria não busca se aprimorar, fazer cursos online, etc. Eu sempre tento aportar no mínimo 50% do que ganho e enquanto consigo. Sei que a tendencia é sempre piorar. Tem dias que mal durmo pensando nisso. O jeito é nao acomodar e nao ser um exemplo que nem do post e o que voce citou.

      Excluir